quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

LENDAS DO AMAPÁ: A LENDA DA POROROCA



RETIDADO DO MEU TCC:A CULTURA AMAZÔNICA, EM ESPECIAL A DO AMAPÁ E
A IMPORTÂNCIA DO MARABAIXO PARA O FOLCLORE LOCAL

Antes a água do rio era serena, calma e corria mansamente. As canoas à vela e a remo navegavam sem perigo. A mãe d’água, mulher do boto TUCUXI, mudou-se com sua filha mais nova para o rio Oiapoque. Certa noite, na hora do jantar, ouviu-se gritos, os cachorros latindo, as galinhas cacarejavam os galos cantavam. O que aconteceu? JACY, a canou de estimação havia sido roubada. Saíram a procurar e não encontraram nada. A mãe d’água resolveu convocar todos os seus filhos: Repiquete, correnteza, rebujo, remanso, vazante, enchente, preamar, reponta a maré viva. Para que encontrassem a embarcação desaparecida. Passaram vários meses e nenhuma notícia de JACY, ninguém viu entrando em nenhum igarapé, nenhuma furo, então a mãe d’água resolveu também chamar os parentes e amigos longínquos, os lagos, os igarapés, os rios, as baias, os sangradouros, as enseadas, as fontes, os furos, os golfos, os canais estreitos, os sangradouros, as enseadas, as fontes, os furos, os golfos, os canais estreitos, os córregos e etc.., para discutirem o desaparecimento de JACY. Então criaram um fenômeno
muito forte e escangalhasse, destruísse tudo em todos os buracos que houvesse nos arredores apanhasse JACY e o ladrão.
Passando alguns dias, pela primeira vez, surge no rio Oiapoque o fenômeno da pororoca, empurrada para outros lugares, braba, envolvendo rias, naufragando barcos, repartindo ilhas, derrubando árvore, abrindo furos, amedrontando pescadores. Até hoje a mãe d’água procura a canoa e ninguém sabe dela. A pororoca segue destruindo quem ousar não sair da sua frente. E assim a pororoca continua arrastando tudo, enquanto não encontrar JACY. Escrito pelo estudioso da Amazônia (RAIMUNDO MORAES).

Um comentário:

floripes disse...

Eu posso falar sobre a pororoca que com sua grande furia em busca de jacy levou o meu pai para o fundo do mar que veio a obito que ate hoje sinto sua falta.